Páginas vistas en total

27 jul. 2014

LUZES DE BOÉMIA

VALLE-INCLÁN, RAMÓN DEL. Luzes de Boémia. [Luces de bohemia]. Trad. Frazão, Joana. Lisboa: Cotovia, 2011. ISBN: 978-972-8972-46-2.

Sinopse
A peça é um esperpento* trágico sobre a vida literária na sociedade espanhola publicado por Valle-Inclán em 1924. Começa com o protagonista, Max Estrella, a sair de sua casa de manhã com Don Latino para reclamar que lhe paguem mais por uma novela que Don Latino vendeu. Não conseguem um preço melhor e acabam a embebedar-se numa taberna... Toda a peça tem por fim mostrar a decadência e impossibilidade de uma vida literária na sociedade espanhola. Valle-Inclán satiriza grotescamente a realidade. Só pode prosperar nesta sociedade a canalha e a infâmia.               
Esta obra é a primeira (e única) onde aparece a definição de esperpento, que Valle coloca na boca do protagonista: " Os heróis clássicos refletidos nos espelhos côncavos do esperpento. O sentido trágico da vida espanhola só se pode mostrar com uma estética deformada... As imagens mais belas ficam absurdas através de um espelho côncavo."

Mais informação
http://es.wikipedia.org/wiki/Valle-Incl%C3%A1n#Narrativa

No hay comentarios:

Publicar un comentario